Declaratória –  É aquela na qual o interesse do reclamante se limita à firmação da existência, ou inexistência, de uma relação jurídica. O juiz evidencia o que no mundo do Direito já existia, eliminando a falta de certeza que sombreava a verdadeira vontade da lei. Não são executáveis as sentenças declaratórias, já que não têm sanção, e a declaração judicial basta para satisfazer o interesse do autor.

 

Declaratória de Inconstitucionalidade –  Deve ser ajuizada perante o Supremo Tribunal Federal, para se obter declaração de inconstitucionalidade de lei, ou atos normativos do Poder Público.
 

 

Declaratória Coletiva –  Visam à interpretação jurisdicional do sentido de normas coletivas vigentes (convenções ou sentenças normativas). Não criam norma: atuam sobre uma já existente.

Fonte: saberjuridico.com.br